Weby shortcut

Gerenciamento de Resíduos

Atualizado em 14/11/19 09:10.
GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS QUÍMICOS - IQ/UFG

            O ser humano e o meio ambiente se interagem de forma constante e, por isso, existe uma forte ligação entre a saúde de ambos. As necessidades básicas de sobrevivência do homem, como respirar e consumir água nos permitem perceber a estreita relação entre saúde e o meio ambiente. Os avanços tecnológicos ligados ao desenvolvimento industrial nos permitem melhorar produtos e processos. Em contrapartida, se não tiverem a devida atenção nas suas práticas, podem ocasionar grandes alterações ambientais, como: 

  • desperdício e poluição da água, do ar e do solo;
  • uso excessivo dos recursos renováveis;
  • geração de resíduos perigosos à saúde humana e do meio ambiente.  

         Pensando em como minimizar tais situações nos ambientes de trabalho, inúmeros profissionais buscam entender e propor ações que possam prevenir ou minimizar os riscos e problemas de saúde. Estes problemas podem ser causados pelo mau gerenciamento dos resíduos gerados por suas atividades.

          Para assegurar as boas práticas no gerenciamento dos resíduos químicos gerados em nossos ambientes de trabalho, foi criada a Comissão de Resíduos do Instituto de Química da Universidade Federal de Goiás. A atual gestão teve início no dia 17 de março de 2017, regida pela Portaria N° 03/IQ-2017. Neste ato, foram nomeados os servidores Eng. Químico Me. Rodrigo Silva Fontoura (Presidente) e os Químicos Me. Anderson Almeida Dias (Titular) e Me. Sandro Alves Nogueira (Titular). Essa configuração foi mantida até o dia 10 de junho de 2019, data em que foi emitida a Portaria N° 12/IQ-2019, na qual foi adicionado um novo membro para fortalecer tal comissão. Trata-se da servidora, professora Dra. Núbia Natália de Brito (Titular).

          A atual comissão tem como principais desafios:

  • Conscientização da comunidade acadêmica quanto ao manuseio dos resíduos;
  • Adaptar a rotina de recolhimento dos resíduos químicos do instituto à rotina da nova empresa coletora (Stericycle);
  • Tornar o preenchimento do rótulo de identificação dos resíduos o mais simples e completo possível;
  • Obtenção de aporte financeiro junto à reitoria para melhorias na gestão dos resíduos;
  • Promover ações de conscientização e treinamentos;
  • Consolidar a lei 12.305/10 nas rotinas no Instituto de Química.
         
        Para o recebimento dos resíduos, estes deverão estar devidamente rotulados com todos os campos preenchidos além de ser previamente agendado.
          O modelo único de rótulo, bem como o Manifesto de Transporte de Resíduo, estão em anexo abaixo:

         Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico (FISPQ): nesta ficha encontram-se procedimentos com os reagentes (identificação, perigo, danos ambientais, primeiros socorros...). FISPQ